Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

segunda-feira, 23 de abril de 2018

JOANA BARBOSA E O REGRESSO A MORTÁGUA: "ESTE FOI UM DOS NOSSOS MELHORES RALIS EM 2017"

Depois da inesquecível estreia no Azores Airlines Rally, onde garantiram um pódio no Grupo RC4 nacional, Joana Barbosa e a navegadora Sofia Mouta regressam ao continente para disputarem a terceira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, o Rali de Mortágua. Dupla do Ford Fiesta R2T mantém o objetivo de lutar pelo melhor  resultado possível na categoria.

Depois de Fafe e Açores, o Campeonato de Portugal de Ralis continua em pisos de terra mas desta vez ruma à região Centro do país, para o duro Rali de Mortágua. Campeãs femininas em título, Joana Barbosa e Sofia Mouta chegam a esta fase da temporada motivadas pela experiência e pelo ritmo acumulados no Azores Airlines Rally – cuja extensão equivale a duas provas ‘normais’ do CPR -, apostando em colocar o Ford Fiesta R2T novamente na luta pelos primeiros lugares do Grupo RC4.
“Corremos em Mortágua pela primeira vez no ano passado e foi um dos melhores ralis da nossa época”, recorda Joana Barbosa. “Já sabemos que é um rali duro, com bastante pedra nos troços e este ano deveremos ter um cenário mais triste, devido aos incêndios que alteraram a paisagem. Mas ganhámos um bom ritmo com o carro nos Açores e agora espero manter essa tendência. Ainda não temos conhecimento da lista de inscritos, sabemos que será difícil mas obviamente que ambicionamos um pódio nos RC4”, afirma a piloto de Braga, que nesta altura ocupa o 6º lugar absoluto do Campeonato de Portugal de Ralis 2 Rodas Motrizes (CPR2).
Sob a organização do Clube Automóvel do Centro, o Rali de Mortágua começa no próximo dia 27 de abril (sexta-feira) com uma novidade, a Águeda Street Stage (2,59 kms), a que se seguirá a Super Especial na cidade de Mortágua (2,06 kms). No sábado, a prova terá um total de sete classificativas de terra, com duplas passagens pelos troços de Póvoa do Sebo (15,99 kms) e Felgueira (17,98kms), e três passagens pela especial de Gândara/Calvos (11,67 kms), perfazendo um total de 110,18 kms cronometrados.

Sem comentários:

Enviar um comentário