Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Novo Open de Velocidade em discussão


A FPAK irá avaliar nos próximos dias a possibilidade de organizar um campeonato para viaturas sem homologação, uma solução que poderá permitir a que inúmeros carros parados possam regressar às pistas.
Nos próximos dias irá dar entrada na entidade federativa um projecto criado por Fábio Santos, um jovem adepto de automobilismo que pretende dar os seu contributo à velocidade nacional, direccionado para os carros dos anos 80 e 90 que continuam em Portugal, mas permanecem sem espaço para competir, uma vez que não existem competições onde possam ser integrados.
Caso este projecto siga em frente, poderemos assistir ao regresso às pistas de carros como os Ford Sierra RS 500 (Grupo A), BMW M3 E30 (Grupo A), Citroën AX (ex-troféu), BMW 320is (ex-troféu), BMW M3 E36 (ex-troféu), Renault Clio (ex-troféu), etc.
Bernardo Sá Nogueira considera que este é um bom passo para o futuro, mas é da opinião de que se deveria ir mais além. ”Penso que será um bom passo, mas eu ia um pouco mais além. Julgo que nós, em Portugal, estamos no fundo do poço e é preciso recomeçar tudo do zero. Eu juntava tudo no mesmo campeonato, carros não homologado e carros actuais, desde o Audi R8 até ao FIAT Punto. As corridas deveriam ser estruturadas em classes e as classes mais numerosas deveriam dar os títulos absolutos. Isto poderia obter-se através de um coeficiente com base no número de carros de cada classe. Por exemplo, se um piloto terminasse no quinto lugar da geral e tivesse dez carros na sua classe, veria os pontos referentes ao seu resultado multiplicados por dez. Se o vencedor corresse sozinho na sua classe, teria apenas os pontos relativos ao primeiro lugar. Penso que desta forma, poderíamos ter grelhas numerosas e, ao longo dos anos, iria existir uma selecção natural entre as classes, o que permitiria que vingasse aquela que estivesse de acordo com a nossa realidade”, afirmou ao SportMotores.com o piloto de Santarém.
Francisco Sande e Castro, ex-piloto e o homem por detrás da Sande e Castro Sport, reconhece que esta é uma boa ideia para a velocidade, mas não acredita que a FPAK a possa colocar em prática de uma forma efectiva e bem-sucedida. ”Infelizmente, não tenho grandes esperanças, dado que é difícil trabalhar com esta federação, uma vez que não dialoga – nem com pilotos, nem com equipas, nem com clubes. A ideia é óptima, mas a federação não vai consegui-lo fazer vingar, até porque já teve um campeonato assim e todos sabemos o que aconteceu”, sublinhou-nos o responsável pela equipa que no ano passado levou ao título do Open de Velocidade um Porsche 911.
No entanto, o jovem Fábio Santos acredita no seu projecto, que irá apresentar nos próximo dias à entidade federativa, estando a dinamizá-lo com a ajuda de uma página do Facebook (open velocidade 2011).

Jorge Girão (SportMotores)

domingo, 29 de agosto de 2010

Baja Hungria: Nuno Matos conquista Título Mundial de Todo Terreno T2

(foto SportMotores)
Na sua época de estreia a nível internacional, e numa altura em que falta ainda cumprir uma prova para o termino do calendário, Nuno Matos e Filipe Serra anteciparam já hoje a conquista virtual do titulo mundial da categoria T2, tornando-se assim na terceira equipa portuguesa a conseguir tal proeza numa competição de Todo-o-Terreno sob a égide da FIA.
Evidenciando uma vez mais a sua superioridade, a dupla do Cetelem Fedima Team alargou para 22 pontos a sua vantagem na liderança da Taça Internacional FIA de Bajas, depois de um fim-de-semana em que dominou de fio a pavio a Baja da Hungria, deixando os segundos classificados a mais de 15 minutos de diferença...
“Quase não tenho palavras para descrever a alegria e o orgulho que sinto em poder trazer para Portugal um titulo internacional numa modalidade com tanta tradição e adeptos no país. Na realidade, era um feito impensável pouco mais de quatro anos, quando estava apenas a cumprir a minha época de estreia completa no Campeonato Nacional" começou por dizer Nuno Matos, poucos minutos depois de festejar com toda a sua equipa no pódio da baja magiar, a quinta e penultima etapa do calendario desta competição.
Estou hoje a viver um sonho e sinceramente não vejo a hora de regressar a Portugal para poder partilhar toda esta alegria com todos aqueles que sempre me apoiaram, desde a minha a família, aos meus amigos e patrocinadores. É sobretudo a eles que devo mais este título, sem duvida o mais saboroso da minha ainda curta carreira nesta disciplina”, destacou o piloto de 33 anos, natural de Portalegre.
Com quatro podios conquistados em outras tantas provas disputadas (Rússia, Itália, Espanha e, agora, Hungria), Nuno Matos iguala assim as proezas de Carlos Sousa e Rui Sousa nesta mesma competição, confirmando ainda uma tendência que vem seguindo desde que se iniciou no todo-o-terreno: a conquista de um título no final de cada época. Foi assim em 2007 no seu ano de estreia na competição, quando se sagrou Campeao Nacional de T8, bisando depois neste mesmo agrupamento no ano seguinte. E foi tambem assim no ano passado, quando na primeira vez que disputou o Agrupamento T2 se sagrou igualmente Campeão Nacional da categoria.
Para 2010 o desafio nao podia ser mais ambicioso, com o piloto de Portalegre a apostar pela primeira vez na internacionalização, partindo à conquista da Taça Internacional FIA de Bajas. Embora abdicando da prova inaugural, o piloto de Portalegre foi ainda a tempo de tornar-se na principal figura desta competição, surpreendendo todos os adversarios pela elevada maturidade e sentido de responsabilidade com que encarou mais este desafio.
O resultado esta agora a vista de todos, com Nuno Matos a repetir uma proeza que até agora só esteve ao alcance de mais dois pilotos portugueses com o estatuto e o palmarés de Carlos Sousa ou Rui Sousa, “dois pilotos que sempre foram para mim uma referência, tanto a nível nacional como internacional. Enfim, e a prova de que podemos rivalizar de igual para igual com qualquer equipa internacional, mesmo se à custa de muito esforço e sacrificio pessoal. Com efeito, não foi nada fácil colocar de pé este ambicioso projecto. Na verdade, só mesmo com a ajuda e o empenho de toda esta grande equipa foi possível superar cada um dos desafios com que nos fomos deparando ao longo do ano, numa época verdadeiramente inesquecível”, destaca ainda Nuno Matos.
Agora édesrutar deste momento e esperar ansiosamente pela última prova em Portalegre (28 a 30 de Outubro). A correr em casa e ja sem a pressao dos pontos, e evidente que tudo será mais facil, mesmo se o objectivo e fechar o ano com chave de ouro, repetindo, se possível, a vitoria dos ultimos dois anos”, prometeu o portalegrense.
O regresso de Nuno Matos e de toda a equipa do Cetelem Fedima Team está previsto para as 18h10 de amanhã, ao Aeroporto de Lisboa.

                                                                                                       fonte SportMotores

Comunicado de Imprensa - Oscar Palacio

VITÓRIA PARA OSCAR PALACIO NA 10ª SUBIDA A CASTRILLON
Disputou-se este fim de semana a décima edição da Subida a Castrillon, quinta prova pontuável para o Campeonato das Asturias de Montanha, prova organizada pela Escuderia Castrillon Motor Club,à qual compareceram três dezenas de pilotos e onde Oscar Palácio lograva obter o triunfo final conseguindo ainda bater o record da prova.
Oscar Palacio começava a jornada com o melhor tempo na primeira subida das duas mangas de treinos, superando em pouco mais de 3 décimas Fermin Busta. Joaquin Nachón era o 3º a quase 6 segundos dos dois pilotos cimeiros da classificação do campeonato. Na segunda subida, Palacio baixava em quase 3 segundos o seu anterior tempo, sendo novamente o mais rápido da manga.
Record da prova para Oscar Palacio, que na primeira manga oficial voltava a baixar o seu tempo. Na posição seguinte ficava Fermin Busta a meio segundo. Com o melhor tempo na 2ª das mangas oficiais, Oscar Palacio obtinha o triunfo final na 10ª Subida a Castrillon, enquanto o seu principal adversário no campeonato se classificava na 2ª posição apesar do 7º tempo obtido na 2ª manga oficial.
Com este triunfo, Oscar Palacio dá um passo decisivo para somar um novo título de Campeão de Asturias de Montanha, quando faltam apenas duas provas para o final.
A próxima prova para Oscar Palacio disputa-se no Circuito do Estoril, a 4 e 5 de Setembro com a participação na Mini Challenge 2010.

sábado, 28 de agosto de 2010

JVX Sport Racing prepara Rali de Monção

O piloto de Porriño, Javier Rodriguez, realizou este sábado uma sessão de testes de modo a experimentar a nova caixa de velocidades montada no seu Citroen AX como forma de preparar a sua participação no Rali de Monção, a realizar a 26 de Setembro próximo. Simultâneamente, Javi Rodriguez rodou com Abraham Menduiña, um dos candidatos a novo co-piloto da equipa e que desempenhará funções a partir do Rali de Monção. Nas palavras de Javier Rodriguez "a sensação que Abraham me transmite é boa, nota-se vontade de aprender e dá-me muita confiança."
A equipa deverá voltar a rodar ainda antes do Rali de Monção de forma a tudo estar perfeito para o novo desafio por terras de Monção.

domingo, 22 de agosto de 2010

Rali da Alemanha - Armindo Araujo vitorioso.

Armindo Araújo conquistou nova vitória no PWRC ao ser o mais rápido dos Grupo N no Rali da Alemanha. O piloto português foi o grande dominador instalando-se no comando desde o inicio da prova o que lhe permitiu amealhar uma confortável vantagem sobre o seu mais directo rival, Hayden Paddon. Com este resultado, Armindo Araújo reforça a liderança no Mundial de Produção agora com 83 pontos, mais 18 que o segundo classificado no campeonato, o sueco Patrik Flodin.
O outro piloto português em prova, Nuno Barroso Pereira, a cumprir a sua segunda participação fora do país, fez um rali cauteloso, mas com tempos a permitirem classificar-se no 8º lugar. No entanto, uma penalização de 10 minutos na segunda etapa, atrasaram bastante o piloto, que nunca baixou os braços tendo recuperado até ao 9º lugar final do agrupamento de produção.

Bernardo Sousa "sobrevive"
Bernardo Sousa conseguiu terminar o Rali da Alemanha, numa prova em que os problemas mecânicos da primeira etapa influenciaram todo o rali. O piloto madeirense ainda no primeiro dia ficou sem direcção assistido no seu Ford Fiesta sendo forçado a efectuar dois troços nestas condições, algo que se revelou um verdadeiro problema já que no final do dia o piloto se confessava totalmente exausto.
Na segunda etapa, já com o carro em condições, Bernardo Sousa conseguiu ainda rodar dentro dos 6 primeiros da SWRC, mas as mazelas físicas fizeram-se notar ao ponto do piloto não evitar um toque no ultimo troço do dia (com 48 kms) sendo forçado ao abandono. No entanto, a equipa conseguiu recuperar o carro e retomar a prova através do SupeRally terminando no 7º lugar dos Super 2000 e obtendo 6 pontos para o campeonato. A vitória foi para Patrick Sandell, seguido por Martin Prokop. Per Gunnar Andersson foi o grande azarado do rali, que depois de ter dominado grande parte da prova, viu uma jante partir no ultimo dia, afastando-o de uma mais que merecida vitória.

Sebastien Loeb cada vez mais líder
Sem surpresa, Sebastien Loeb superiorizou-se desde inicio vencendo pela oitava vez na Alemanha.  Dani Sordo, em estreia com Diego Vallejo a navegador, esteve sempre em bom plano efectuando tempos próximos do seu chefe de fila, sem no entanto, ameaçar a liderança. O segundo lugar final é um merecido prémio para a excelente prova efectuada. A completar o pódio, outro Citroen, o de Sebastien Ogier. O jovem piloto começou discreto mas foi subindo o ritmo e ganhando confiança nas especiais alemãs, trepando lugares na classificação final. Destaque para o melhor representante da Ford, Jari-Matti Latvala, a terminar no 4º posto, e para Petter Solberg que, depois de um furo no primeiro troço do rali o ter afundado na classificação, fez um rali de "raiva" vencendo ainda algumas pecs. O 5º lugar final não reflecte o seu excelente andamento ao longo de toda a prova.
Pela negativa, as desistências de Mikko Hirvonen, com problemas mecânicos, e de François Duval que capotou o seu Ford Focus neste seu regresso ao Mundial.
No Junior WRC, a vitória sorriu a Hans Weijs Jr, seguido por Aaron Nikolai Burkart e Karl Kruda.
O Campeonato do Mundo de Ralis regressa ao activo no Japão de 9 a 12 de Setembro.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

No próximo dia 12 de Setembro pelas 14,30h, o Motor Clube de Guimarães em parceria com o Team Baia, organiza a 2ª edição da Super Especial de Macedo de Cavaleiros. Trata-se de um percurso delineado nas ruas do centro deste município e terá cerca de 2,7 kms de extensão. A prova tem a aprovação da FPAK e as inscrições são grátis podendo ser feitas online a partir desta ligação até ao dia 10 de Setembro.

Também sob a alçada do Motor Clube de Guimarães, com a colaboração do Team Baia e da Câmara Municipal de Vizela, decorrerá no dia 19 de Setembro aquela que é já a 3ª edição do Slalom de Vizela, prova pontuável para o Campeonato Inter-Municípios Norte. A prova, desenhada no centro de Vizela, decorrerá num percurso de 2,7 kms, terá início pelas 14 horas. As inscrições já se encontram abertas podendo ser feitas nesta ligação até às 23 horas do dia 18 de Setembro.

Para mais informações, consulte o site oficial do Team Baia em www.teambaia.com.